O blog da Anja!

O blog da Anja!
Eu sou uma Anja dos tempos modernos que adora contar histórias! Gosto de dar asas à imaginação.

quarta-feira, 29 de abril de 2015

A feira de Gondomar



Em Gondomar, costumo ir à feira do concelho que é sempre à quinta-feira. Na feira podemos encontrar de tudo, vestuário, sapatos, malas, plantas, pássaros, utensílios para a cozinha entre tantos outros. A preços muito mais em conta do que nas lojas. É divertido andar na feira, porque é ao ar livre. Corremos as barracas todas a pé, desviando-nos das outras pessoas que também por lá andam, às dezenas e tentamos comprar tudo ao preço mais reduzido. Fazem-se óptimos negócios! Mas é nas barracas da fruta que eu me delicio com a variedade de frutas, cores e aromas. Gosto muito de morangos, melancia, cerejas e de laranjas docinhas. A vendedora, uma senhora de sorriso fácil, de avental garrido chama pelos clientes apregoando os seus produtos: - Venham ver! Fruta boa e baratinha! Quando lhe pergunto pela doçura das laranjas, ela responde :- Ó menina, as minhas laranjas são do Algarve, são docinhas como o mel! Depois aparece toda a espécie de clientes. Uns apalpam a fruta e não levam nada, há aqueles que escolhem a fruta mais vistosa e escondida no caixote e outros queixam-se do preço, tentando em vão que a vendedora faça um preço mais baixo. A vendedora queixa-se da vida, que mal dá para eles sobreviverem com o que ganham na feira. E lá convence os clientes a comprar os seus produtos. Não é uma vida nada fácil, ser feirante, andar ao calor, ao frio, à chuva de um lado para o outro. Tenho muito respeito pelo trabalho deles. Depois lembro-me que tenho um casaco de fazenda que precisam de botões novos. Lá vou eu, à barraca das costuras, como costuma chamar. Numa caixa de papelão de sapatos, encontro uma enorme variedade de cores, tamanhos e formas diferentes de botões. Diz o vendedor: - Escolha, menina os que quiser! Depois de algum tempo a procurar, encontro 14 botões iguais, na cor cinza que ficam perfeitos no meu casaco de fazenda. Na feira custou-me um 1.50 euros, na retrosaria pediram-me mais de 20 euros. Portanto, fiquei bastante satisfeita com a compra. Ao fim da tarde, trago as mãos cheias de sacas, com fruta, facas de cozinha, coleiras para os meus gatos, sapatos, botões. meias e etc. Venho com os bolsos vazios, mas consciente de que fiz umas boas compras, a preços mais reduzidos e ajudei os comerciantes da zona que tanto precisam do nosso apoio.

2 comentários:

  1. Boa tarde menina, tudo bem? Quando era pequeno, gostava de ir á Feira em Valongo e até 2001, fiz isso, mas quando mudaram a feira para baixo de um viaduto da auto-estrada, deixei de ir. Quando andava a estudar no Colégio dos Carvalhos, costumava ir á Feira, que era super organizada, e por lá comprava umas rofadinhas doces, como chamamos em Valongo. Sabia bem. beijos e um abraço. bom fim de semana

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde, amigo. Tudo bem comigo, obrigado. Já comi muitas rofadinhas, doce da teixeira e caladinhos. Gosto muito de doces populares. E já corri algumas feiras, inclusive a de Valongo. Não se justifica fazer a feira debaixo de um viaduto.. enfim! Beijinhos e uma ótima semana.

    ResponderEliminar