O blog da Anja!

O blog da Anja!
Eu sou uma Anja dos tempos modernos que adora contar histórias! Gosto de dar asas à imaginação.

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Brincadeiras de criança



Em criança, costumava brincar na rua com os meus primos e vizinhos. Vivia numa aldeia pacata do norte, onde poucos carros passavam. E então ao fim de semana, lá nos juntávamos todos para a brincadeira. As meninas jogavam ao elástico, à corda e os rapazes era mais futebol. Colocavam duas pedras para sinalizar a baliza, faziam duas equipas e assim se jogava à bola. Depois os rapazes que adoravam perturbar as meninas, metiam-se no nosso jogo do elástico e da corda para atrapalhar a nossa brincadeira. Um dia, o meu primo emprestou-me a bicicleta para dar uma volta. Mas como não tinha qualquer experiência só conseguia andar aos ziguezagues. Então a desfazer a curva para voltar para trás, nem pensar! Naquele dia, atrevi-me a dar umas pedaladas até mais longe. Ao fundo da rua, vivia uma sujeita, mais velha do que eu 3 anos e que era muito invejosa e maldosa. Mal me viu em cima da bicicleta começou a insultar-me e a rir-se de mim: - Olha para esta armada em esperta! Tem a mania que é importante! Eu pensei para os meus botões: - Fantástico! Esta tinha que aparecer na pior altura. Simplesmente, tentei ignora-la e continuei o meu percurso. Só que, entretanto, parou uma carrinha na estrada. Como a rua era apertada e a minha perícia era nenhuma, acabei por bater no retrovisor da viatura do vizinho. A dita cuja, apercebeu-se do acidente, porque continuava à porta e começou a gritar comigo: - Agora é que vão ser elas! Estragaste o carro ao vizinho, vou fazer queixa de ti! Nem penses que te escapas dessa! Eu, que na altura não percebia nada de carros, fiquei aflita e pensei que tinha danificado a carrinha ao vizinho, porque o retrovisor virou com o impacto do choque. Mas, felizmente foi apenas um grande susto! E a carrinha não sofreu qualquer dano. Cheguei a casa depois do acidente muito nervosa, assustada e contei à minha mãe o sucedido. Ela foi imediatamente falar com o proprietário da carrinha. Fiquei bastante aliviada por não ter danificado a carrinha ao vizinho, mas a partir daí nunca mais me atrevi a utilizar uma bicicleta.

2 comentários:

  1. Olá. Em pequeno adorava andar de bicicleta . Com seis anos ou sete, comecei a andar nas bicicletas, que eram usadas pelos adultos. Tens de comprar uma bicicleta. Dava altas quedas também, mas andava sempre. Essa vizinha merecia um belo susto, na altura. Beijos

    ResponderEliminar
  2. Olá. É muito intimidante, para uma criança, ouvir criticas negativas na fase de aprendizagem seja do que for. Depois, criam-se em nós, certos medos que são dificeis de ultrapassar e vencer. Mas gostava imenso de saber andar de bicicleta, acredita. Beijinhos, amigo.

    ResponderEliminar