O blog da Anja!

O blog da Anja!
Eu sou uma Anja dos tempos modernos que adora contar histórias! Gosto de dar asas à imaginação.

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Uma aventura do rabinho dos bosques




Hoje venho falar-vos de um grande herói. Alguém que deve ser destacado pelas suas façanhas e actos heróicos. Uma mente perspicaz, observadora e capaz de criar os planos mais mirabolantes num piscar de olhos. Alguém com o coração imenso, capaz de arriscar a própria pele para salvar um dos seus semelhantes. Meninas e meninos, apresento-vos o rabinho dos bosques! O rabinho dos bosques foi um cachorrinho que nasceu num castelo cheio de riqueza e ostentação e que posteriormente foi abandonado pela segunda esposa do rei, uma mulher perversa que o deixou no bosque à sua própria sorte. Um casal de cães, encantou-se pelo pequenote e resolveram adoptá-lo como filho. Desde muito novo que o rabinho se destacava dos outros cachorros pela sua energia, rapidez e impulsividade. Mostrava uma agilidade, coragem e determinação acima do normal. Mas o seu coração era de uma doçura sem fim, generoso e obediente aos pais adoptivos. A miséria em que vivia a sua família canina era de dar dó. Por isso o rabinho dos bosques quando atingiu a maioridade resolveu que tinha que por um basta naquela situação e lutar contra as injustiças, roubando aos mais ricos para dar aos mais pobres que viviam na mais completa míseria sem quase nada para comer. Apenas roiam uns ossos que sobravam dos grandes banquetes que eram feitos no castelo diariamente. Um dia, o rabinho chamou e juntou todos os cães rafeiros da vizinhança e contou-lhe em voz baixa todos os seus planos. Todos o escutavam com muita atenção e no final todos concordaram em participar na sua ideia. No outro dia, bem cedo dirigiram-se todos para o castelo no mais completo silêncio para não chamar atenção dos soldados que estavam de vigia. Rasteiramente, entram por um buraco que só o rabinho dos bosques conhecia e que ia dar directamente à cozinha. Grandes e gordas cozinheiras preparavam gigantes panelas de comida, refeições monumentais dignas dos mais fartos banquetes reais. O cheiro da comida nas panelas era deliciosa e deixava todos os cães a salivar, mas o rabinho, com um olhar duro, lembrou-lhes que não se podiam distrair, porque a missão era dura e difícil. Qualquer deslize e eles estariam metidos numa grande embrulhada. Mal a comida ficou pronta e o movimento diminuiu na cozinha, os cães que aguardavam pacientemente pelo sinal do rabinho estavam completamente alerta. Quando saiu a última cozinheira, o rabinho deu ordem aos amigos para que em grupo de quatro se aproximassem das enormes panelas escuras de ferro e tirassem toda a carne para grandes sacos de pele de cordeiro que traziam consigo. Em menos de meia hora todas as panelas ficaram completamente vazias e os sacos cheios de carne bem cozida, suculenta e que libertava aromas incríveis. Colocaram-se em fuga o mais rápido que conseguiam, porque o peso que levavam da carne nos sacos era grande. Trouxeram consigo todos os sacos pelo buraco por onde tinham entrado na cozinha e conseguiram escapar sem ser descobertos. Depois de 3 longas horas de caminhada, pelo bosque fechado, chegaram finalmente ao seio da família, exaustos e esfomeados. A alegria e ovação ao herói rabinho dos bosques foi total! Todos os cães ficaram eufóricos, em grandes uivos e os pais de rabinho também estavam muito orgulhosos dele, apesar de estarem muito preocupados com os perigos que estes valentes tiveram que enfrentar. A festa foi enorme e durou até ao amanhecer.Todos comeram do bom e do melhor e ficaram muito satisfeitos.. Pelo menos naquela noite a miséria deu lugar à fartura e a tristeza transformou-se num alegre convívio e de confraternização entre todos.

P.S- As crianças têm um lugar especial no meu blog, porque elas são o melhor do mundo, por isso escrevi esta história infantil! Espero que gostem. :-)

Sem comentários:

Enviar um comentário